Personagens em mundos ficcionais

sem nomeEm J. Eder et alii (eds.), Characters in Fictional Worlds. Understanding Imaginary Beings in Literature, Film, and Other Media (Berlin: Walter de Gruyter, 2010) encontram-se reunidos estudos sobre a teoria e a análise da personagem, incidindo sobre diferentes áreas temáticas: questões gerais (p. ex., a ontologia da personagem ou o estado atual da investigação, nos estudos literários e mediáticos), a diversificação mediática do estatuto da personagem  (no cinema, teatro, banda desenhada, texto dramático), a relação entre personagens e audiências (leitura, interações afetivas, efeitos parassociais), problemas de identidade, de género e étnicos suscitados pela personagem, derivas transtextuais e transmediáticas da personagem. Por fim, uma extensa bibliografia, da responsabilidade dos organizadores do volume, contemplando os diferentes domínios cobertos pela obra.

Na extensa introdução, da autoria de J. Eder, F. Jannidis e R. Schneider, abre-se caminho aos estudos e campos de análise representados no livro. Secções da introdução, em parte anunciando os capítulos que se lhe seguem:

  1. Questões de análise da personagem e teorias da personagem;
  2. Definição e ontologia da personagem;
  3. Personagens e pessoas;
  4. Aspetos transmediáticos e mediáticos da personagem;
  5. Personagem e ação;
  6. Constelações de personagens;
  7. Identificando personagens;
  8. Caracterização;
  9. Tipos de personagem;
  10. Personagem e género (genre);
  11. Funções e significados das personagens;
  12. Reações dos recetores e relações com personagens.

Logo no início, Eder, Jannidis e Schneider fixam parâmetros de desenvolvimento para o texto introdutório e para o que se lhe segue. Assim:

  • Uma abordagem comparativa da personagem exige que se fale genericamente em recetores (leitores, ouvintes, espetadores, jogadores de videogames, etc.) e em textos (livros, quadros, filmes, videogames, etc.)
  • As questões de análise e de interpretação da personagem organizam-se em três grupos: as que respeitam à produção (como as personagens são construídas); as que respeitam à interpretação (como as personagens podem ser entendidas, interpretadas e experienciadas), em articulação com os dispositivos estilísticos que as conformam (figuração); as que respeitam à significação cultural e social das personagens, consideradas como signos em contexto histórico e sociocultural.
  • É possível distinguir quatro diferentes paradigmas de abordagem da personagem, com princípios e métodos próprios: hermenêutico, apontando para o background histórico e cultural das personagens e seus criadores; psicanalítico, com orientação para a psique de criadores e recetores; estruturalista e semiótico, centrado na construção textual (linguística, visual, auditiva ou audiovisual) da personagem; cognitivo, valorizando as operações de conhecimento e de relação afetiva com as personagens, encaradas como construtos da mente humana.

Um passo do texto introdutório em causa: “We start with some fundamentals: the definition and ontology of characters, their relations to real people and to the media they are represented in. We then turn to action and character constellations as two important contexts of individual characters in fictional worlds. On that basis, we examine somewhat more specifically how characters are reidentified and characterised in different media. From a more global perspective, characters can then be associated with recurring types and media genres, as well as with certain functions they fulfill and meanings they convey. Finally, we conclude with some thoughts on how recipients respond to characters and what kinds of lasting effects characters may have.” (p. 6)

 

6 comentários

Filed under Uncategorized

6 responses to “Personagens em mundos ficcionais

  1. Sara Augusto

    Obrigada. Estava a estruturar as minhas leituras e nem imagina a ajuda que este artigo me deu.

  2. Ilmara Valois

    Excelente dica. Abraço.

  3. Acabo de publicar na Dropbox o esquema da síntese que vou apresentar mais logo.
    Obrigada pelo resumo agora publicado. Tentarei escrever um sobre o capítulo que me foi atribuído. Se o figurante-chefe gostar e concordar, poderá publicá-lo aqui.

  4. Margarida

    Onde posso adquirir esse livro? Há tradução para o português?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s